Aniversário da Dedicação da Catedral Metropolitana de Campinas

Por Antonio Alves | publicado em | Acesse nossos artigos

 

 

Neste final de semana celebraremos com solenidade o aniversário da Dedicação da Catedral Metropolitana de Campinas. Em todos os horários de missa, esta solenidade terá precedência ao 30° Domingo do Tempo Comum! Tenho grande alegria de dirigir-lhe algumas palavras por ocasião desta importante data. A Igreja Mãe de nossa Arquidiocese, foi solenemente Dedicada, 45 anos atrás, aos 27 de outubro de 1974 em solene cerimônia presidida pelo então Arcebispo Metropolitano Dom Antônio Maria Alves de Siqueira, 91 anos após a inauguração da igreja, ocorrida em 1883. Na ocasião o cura da Catedral era o Monsenhor Valdemiro Caran.

A Solenidade, ocorrida no ano do bicentenário da fundação da cidade de Campinas (1774-1974), contou com a presença de inúmeras autoridades religiosas, civis e militares. Em 2024, a paróquia Nossa Senhora da Conceição – que deu origem à cidade de Campinas – completará 250 anos de fundação (1774-2024). Começamos a nos preparar para esse importante jubileu! Aguarde! O templo material erguido em pilares de pedra, barro, tijolos e madeira é expressão da Igreja viva, do povo de Deus que se reúne na casa do Senhor para fortalecer sua fé, sustentando-se nos pilares da escuta da Palavra, da fração do Pão Eucarístico, do ardor Missionário e da Caridade (Cf.: DGAEIB/2019, n. 1-8).

A Catedral de Campinas, edificada no que se tornou o núcleo central de nossa cidade, é uma igreja de portas abertas para todos os que a ela acorrem. Todos os dias, mais de doze horas por dia, a Catedral acolhe em seu interior, como mãe que abraça os filhos no seio do lar, tantas pessoas, inclusive aqueles que têm apenas a rua como lar. Às primeiras horas do dia ela abre suas frondosas portas, é iluminada, limpa, perfumada e, após a primeira das três missas cotidianas, todos se movimentam para os trabalhos: o atendimento pastoral, a escuta cristã, o plantão social-caritativo “Levanta-te”, etc., etc. Padres, religiosos, religiosas e leigos, todos assumem seus serviços.

A Catedral é viva! Viva a Catedral! Sinto-me no dever de partilhar com você algumas informações importantes a respeito dos cuidados com o patrimônio de nossa igreja mãe. Muitos olham a fachada principal da Catedral – recentemente pintada – e se perguntam se as laterais e a fachada posterior não receberão o mesmo cuidado. Desde 2016, juntamente com um Conselho Econômico e uma assessoria jurídica, tomei o cuidado de fazer os levantamentos documentais e contábeis de toda a obra realizada até então. Toda grande obra de patrimônio tombado, como a da Catedral, requer projetos executivos, ART’s, aprovações, dentre outros documentos que atestem as responsabilidades técnicas e documentem todos os procedimentos tomados, de modo a constituir-se como operação transparente, dentro do que, no meio empresarial, costuma-se chamar de compliance.

Paralelamente a isso, constatei que algumas urgências estruturais precisavam ser atendidas. Por isso, foi iniciada uma série de ações emergenciais e preventivas no edifício, como: revisão dos telhados, revisão do sistema elétrico, consolidação de fissuras nas paredes de taipa, averiguação técnica da estabilidade de estruturas internas (revestimentos, altares e elementos decorativos), adequações internas para obtenção de AVCB, etc. Ao mesmo tempo, achei por bem dar visibilidade a algumas obras artísticas do interior da igreja e que se encontravam em situação precária: restauro da Porta Santa, do órgão de tubos, do conjunto baldaquino e cátedra, higienização e tratamento dos pisos e do trabalho de talha dos altares. Resumindo: a necessidade de adequações contábeis e documentais ao lado de ações emergenciais – estruturais e artísticas – me fizeram redirecionar o andamento das obras de restauro da Catedral. Vale destacar que, nesse processo de redirecionamento das intervenções, não contamos com verba pública captada por meio de leis de incentivo. A própria comunidade, o povo de Deus, a Igreja viva, vem ao encontro das minhas solicitações. Investimentos na casa de 1 milhão já foram feitos nos últimos três anos.

Todos os documentos e prestações de conta das operações encontram- se em dia e à disposição dos que desejarem consultar e conhecer mais de perto os trabalhos até aqui realizados. Devo agradecer a você! E o faço com imensa alegria. Sua oferta, seu dízimo, suas doações, têm nos ajudado a manter a casa de Deus, nossa bela Catedral, emblema das origens de fé de nosso povo. Muito obrigado! Ajude-me a levar a bom termo as iniciativas de restauro. Até 2024, pretendemos concluir as fachadas externas, substituir o sistema elétrico e concluir restauros internos como, por exemplo, a Capela do Calvário! No aniversário da Dedicação de nossa Catedral, sintamo-nos parte dela e comprometidos com ela na evangelização e na preservação de seu valioso patrimônio. E que a Imaculada Conceição, nossa Padroeira, interceda por todos os nossos trabalhos!

Que Deus abençoe você e sua família!

Mons. Rafael Capelato, Pároco


Pesquisa



Veja Também

Videos