Conheça os membros da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada

Por Estagiárias PUC-Campinas | publicado em | Arquidiocese

Por CNBB

A Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada (CMOVC) tem como objetivo despertar, discernir, cultivar, animar, promover e acompanhar as Vocações, os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Igreja no Brasil.

Sua missão é oferecer aos batizados, condições para a vivência da sua vocação específica através da Pastoral Vocacional (PV) e do Serviço de Animação Vocacional (SAV), bem como acompanhar a formação para o Ministério Ordenado, por meio da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (OSIB).

Na última Assembleia Geral da CNBB, realizada em Aparecida (SP), de 1º a 10 de maio, foi eleito o presidente da comissão. Agora, durante o último Conselho Permanente realizado nos dias 25 a 27 de junho foram definidos os nomes sugeridos pelo presidente e aprovados pelo Conselho para compor a Comissão. Saiba quem são os novos membros:

        
Presidente:

Dom João Francisco Salm, bispo de Tubarão (SC)

Natural de São Pedro de Alcântara, então município de São José (SC), dom João Francisco Salm tem 67 anos. De 1973 a 1975, frequentou a primeira turma do curso superior de Estudos Sociais, cuja grade curricular constavam todas as disciplinas da Filosofia, na recém-criada Fundação Educacional de Brusque (SC), FEBE, hoje UNIFEBE. De 1976 a 1979, fez o curso de Teologia no Instituto Teológico de Santa Catarina (ITESC), em Florianópolis (SC). Foi ordenado diácono em 13 de maio de 1979 e presbítero em 30 de junho de 1979. Foi nomeado, pelo Papa Bento XVI, bispo titular da Diocese de Tubarão (SC), no dia 26 de setembro de 2012 e recebeu a ordenação episcopal em 24 de novembro do mesmo ano, na catedral diocesana Nossa Senhora da Piedade. De 2016 a 2019, dom João Salm exerceu a função de presidente do Regional Sul 4 da CNBB.

Referenciais:

Dom André Vital Félix da Silva, bispo de Limoeiro do Norte (CE)

Nascido em 31 de maio de 1965, em Recife (PE), dom André Vital Félix da Silva ingressou no Seminário dos Dehonianos em 1983, e em seguida, no Centro Vocacional SCJ, em Paulista (PE), onde realizou seus estudos de Filosofia, no Instituto Salesiano de Filosofia do Recife (INSAF) e de Teologia no Instituto de Teologia do Recife (ITER). Foi ordenado presbítero em 1991, em Camaragibe (PE). No dia 10 de maio de 2017 foi nomeado bispo para a diocese de Limoeiro do Norte (CE).

Dom João Inácio Müller, arcebispo de Campinas (SP)

Dom João Inácio nasceu em 15 de junho de 1960, em Santa Clara do Sul (RS). Estudou Filosofia na Faculdade Imaculada Conceição, na cidade de Viamão, na Arquidiocese de Porto Alegre (RS), e Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e no Studium Theologicum em Jerusalém. Obteve a Licenciatura em Teologia Espiritual no Antonianum em Roma. Fez sua profissão religiosa na Ordem dos Frades Menores no dia 14 de abril de 1985 e foi ordenado sacerdote no dia 3 de dezembro de 1988. No dia 25 de setembro de 2013, o papa Francisco o nomeou bispo da diocese de Lorena. No dia 15 de maio de 2019, o papa o nomeou como arcebispo de Campinas (SP).

Dom José Albuquerque de Araújo, bispo auxiliar de Manaus (AM)

Dom José é natural de Manaus (AM). Nasceu no dia 17 de junho de 1968. Recebeu a ordenação diaconal em 1995 e presbiteral, no dia 4 de agosto de 1996, por dom Luís Soares Vieira. Cursou Filosofia e Teologia no Centro de Estudos do Comportamento Humano.  É mestre em Teologia Dogmática com especialização em Liturgia pela Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, com pós-graduado em Gestão Educacional. No dia 16 de março de 2016 foi nomeado pelo papa Francisco como bispo auxiliar de Manaus.

Assessores

Padre Juarez Albino Destro – Rogacionista – Brasília (DF)
Padre João Cândido da Silva Neto – São João da Boa Vista (SP)


Pesquisa



Veja Também

Videos