Dia Nacional do Laicato – Celebração

Por Sandra | publicado em | Arquidiocese

CELEBRANDO EM FAMÍLIA

Este roteiro foi pensado para ser celebrado em família, amigos próximos e entre os Conselhos Diocesanos de Leigos e Leigas. Organize as cadeiras em círculo, para que todos possam se ver. No centro, prepare a bíblia, uma vela, uma bacia com água, flores.

REFRÃO MEDITATIVO (silêncio, oração pessoal)

Sou bom pastor ovelhas guardarei

Não tenho outro ofício, nem terei

Quantas vidas eu tiver eu lhes darei!

ABERTURA

Tu és o Rei dos Reis!

O Deus do Céu deu-te reino, força e glória

E entregou em tuas mãos a nossa história Tu és Rei e o amor é tua lei

1. Sou o primeiro e derradeiro, fui ungindo pelo amor Vós sois meu povo, eu vosso Rei e Senhor Redentor

2. Vos levarei às grandes fontes, dor e fome não tereis! Vós sois meu Povo, eu vosso Rei, junto a mim viverei!

RECORDAÇÃO DA VIDA

ANIMADOR/A: Neste nosso encontro de irmãos e irmãs, celebramos a realeza de Jesus Cristo, que se configura como o Rei-Pastor, aquele que veio para dar sua vida pela vida de todos e todas. Essa dimensão do poder-serviço, que Jesus inaugura, se atualiza num chamado insistente a todos os cristãos leigos e leigas, que pelo batismo são enviados a prolongar a missão de Jesus entre seus irmãos e irmãos, na defesa da vida plena. Fazendo memória das lutas, esperanças e sofrimentos do laicato, trazemos em nossas mãos o testemunho de alguns que se colocam a serviço…

Convidar alguns cristãos leigos e leigas que atuam nos diversos campos e estão a serviço da vida para um breve testemunho de sua missão.

HINO

Vós sois o sal da terra, vós sois a luz do mundo, levai aos povos todos o amor, meu dom fecundo!

Teu Reino, ó Jesus Cristo, queremos propagar, seguindo o teu exemplo, o mundo transformar!

  • Sendo membros do teu corpo, que é a Igreja, cristãos leigos e leigas construímos nova história!
  • Instruídos por tua santa Palavra, chamados e enviados para cumprir a missão!
  • Verdadeiros sujeitos eclesiais, aptos a atuar na Igreja e na sociedade!

SALMO (23)

ANIMADOR/A: O Senhor, nosso Pastor e Guia, nos oferece sua Palavra, alimento de nossa jornada e luz que nos ilumina em nossa missão de transformar o mundo.

5.1 Pelos prados e campinas, verdejantes, eu vou, é o Senhor que me leva a descansar junto às fontes de águas puras, repousantes, eu vou, minhas forças o Senhor vai animar Tu és, Senhor, o meu pastor, por isso nada em minha vida faltará! Tu és, Senhor, o meu pastor, por isso nada em minha vida faltará!

5.2 Nos caminhos mais seguros, junto d’Ele, eu vou, e pra sempre o Seu nome eu honrarei Se eu encontro mil abismos, nos caminhos, eu vou, segurança sempre tenho em Suas mãos

5.3 Ao banquete em sua casa, muito alegre, eu vou, um lugar em Sua mesa me preparou Ele unge minha fronte e me faz ser feliz, e transborda a minha taça em Seu amor

5.4 Bem a frente do inimigo, confiante, eu vou, tenho sempre o Senhor junto de mim

Seu cajado me protege e eu jamais temerei, sempre junto do Senhor eu estarei

Oração silenciosa: quais sentimentos o salmo nos despertou? O que o salmo me comunicou?

LIÇÃO BÍBLICA

Tua palavra é lâmpada para os meus pés, Senhor! Lâmpada para os meus pés, Senhor, luz para meu caminho! Lâmpada para os meus pés, Senhor, luz para meu caminho!

Leitor(a): Mt 25, 31-46

MEDITAÇÃO

ANIMADOR/A: Onde está o Rei Jesus para que possamos servi-lo? Ele se revela nos pobres e oprimidos, marginalizados por uma sociedade baseada na riqueza e no poder, nascendo daí a opção da Igreja. “A opção pelos pobres não é facultativa, mas, antes, imposição evangélica para o seguimento de Jesus. Não há discipulado verdadeiro desconexo com o serviço preferencial aos pobres, pois foi o próprio Jesus quem colocou os pobres nesta condição de predileção: na encarnação (Lc. 2,70), no início de seu ministério público (Lc. 4,18), como pré-requisito para segui-lo (Mt. 19,21) e a medida com a qual todos e todas serão julgados (Mt. 25,31-46). Desta forma, a missão de descer da cruz os pobres se constitui prioridade, pois a comunidade eclesial reconhece que no sofrimento dos excluídos e excluídas, o Senhor sofre novamente as dores da sua crucificação.” (Texto Base do Dia Nacional dos Cristãos Leigos e Leigas 2020).

PRECES

ANIMADOR/A: Apresentemos ao Senhor, por intermédio de Jesus Cristo, o Rei-Pastor que caminha em nosso meio, as preces que brotam de nossos corações na lida diária de cristãos leigos e leigas, discípulos missionários:

Seguem-se preces espontâneas da assembleia celebrante, sempre intercalando com o refrão: Venha o teu Reino, Senhor, a festa da vida recria, A nossa espera e ardor, transforma em plena alegria!

ANIMADOR/A: Ó Deus de infinita bondade e misericórdia, nós rendemos graças porque neste mundo marcado pelo ódio e a morte, vosso Reino, ao qual fomos incorporados pelo Batismo, se desponta como luz para as nações. Dai-nos, pelo auxílio de vossa graça, a coragem de caminhar sem temor no seguimento de Jesus, nosso irmão e Senhor, na unidade do Espírito Santo. – Amém Rezemos juntos, a Oração do Pai nosso…

BÊNÇÃO

ANIMADOR:

O Senhor te abençoe e te guarde

O Senhor te mostre a sua face e tenha misericórdia de ti

O Senhor volva para ti o seu olhar e te dê a paz.

O Senhor te abençoe! – Amém!

– Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo.

– Para sempre seja louvado!

CANTO FINAL

Teu sol não se apagará

Tua lua não terá minguante

Porque o Senhor será tua luz

Ó povo que Deus conduz!


Pesquisa



Veja Também