Falecimento do Pe. Henrique Roberto (MSC)

Por Barbara Beraquet | publicado em | Arquidiocese

Faleceu manhã de ontem, dia 16 de abril, no Hospital da Unimed, em Campinas, o Pe. Henrique Baptista Roberto (MSC). No início da tarde foi celebrada Missa de Corpo Presente presidida pelo Pe. Air José de Mendonça (MSC), Pároco da Paróquia São José, pelo Superior Provincial da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração, Pe. Edvaldo Rosa Mendonça (MSC), e pelo Pe. Benedito Ângelo Cortez (MSC).

Depois da Missa, o corpo do Pe. Henrique foi transladado para a cidade de São Paulo, onde foi sepultado em jazigo da família.

Unidos à Congregação dos Missionários do Sagrado Coração de Jesus e aos familiares do Pe. Henrique, rogamos a Deus que acolha em seus braços misericordiosos esse filho amado que doou a vida pelo projeto do Reino.

Pe. Henrique Baptista Roberto nasceu no dia 04 de fevereiro de 1932 na cidade de São Paulo, filho de Antônio Ângelo Roberto e Lydia Novaretti Roberto.

Fez os estudos de Humanidades no Seminário Menor de Pirassununga, depois cursou Filosofia e Teologia no então Seminário Maior de Vila Formosa, em São Paulo. Foi ordenado Padre em São Paulo, aos 23 anos de idade, no dia 17 de dezembro de 1955.

Depois da ordenação, lecionou em dois Seminários Menores e a seguir, foi professor de Filosofia e Teologia no Seminário Maior de Vila Formosa. Simultaneamente nesses anos, foi Vigário Paroquial e depois pároco em várias paróquias em São Paulo, Minas Gerais e Santa Catarina.

Em outubro de 1966 foi enviado pela Congregação dos Missionários do Sagrado Coração à Universidade de Lovaina, Bélgica, onde se formou em Sociologia e Ciências Políticas, apresentando sua tese final em 1972.

A partir de 1974 foi pároco da Paróquia Menino Deus, do Jardim Vila Formosa, onde permaneceu por 12 anos. Nesse período foi Reitor do Seminário Maior de Vila Formosa e durante 10 anos trabalhou com Dom Luciano como Coordenador de Pastoral de 15 paróquias no Setor Vila Formosa.

Em dezembro de 1985, foi eleito Provincial de sua Congregação, dirigindo a Província por dois mandatos. No ano de 1976 fez um curso de complementação pedagógica na USP.

Ao deixar a direção da Província foi nomeado Presidente e Diretor do Colégio em Campinas. Ali, construiu, de 1993 ao afinal de 1995, um novo e moderno prédio para o Colégio, o qual chamou de Instituto Júlio Chevalier, em homenagem ao Fundador da Congregação.

Dirigiu por 14 anos esse colégio de 1º e 2º graus. Em 31 de julho de 2004 foi nomeado pároco da Paróquia São Pedro Apóstolo, na Mooca, até 2012, quando assumiu como Vigário Paroquial na Paróquia São José, em Campinas, onde permaneceu até o seu falecimento.


Pesquisa



Veja Também

Videos