Há seis anos, a posse canônica de Dom Airton José dos Santos na Arquidiocese

Por Barbara Beraquet | publicado em | Arquidiocese

Natural de Bom Repouso, Sul de Minas, foi o primeiro dos sete filhos do casal José Julião dos Santos e Benedita Vieira da Fonseca. Nasceu em 25 de junho de 1956. Em 1979, aos 23 anos, a família morava em Santo André e Airton ingressou no Seminário da Diocese da cidade.

Formado em Filosofia pelas Faculdades Associadas do Ipiranga (FAI), em São Paulo, adquiriu o título de Bacharel em Filosofia com Licenciatura Plena. Concluiu também o curso de Teologia na Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, no Ipiranga, capital.

Em 31 de agosto de 1985 foi ordenado Diácono e no dia 8 de dezembro, do mesmo ano, Presbítero. O momento foi realizado pelas mãos de Dom Cláudio Hummes, Bispo da Diocese de Santo André naquela época.

Seu ministério sacerdotal começou como Vigário Paroquial da Paróquia Imaculada Conceição, em Diadema, São Paulo, em março de 1986. No ano seguinte foi nomeado como Diretor e Formador na Casa de Formação dos Seminaristas da Filosofia do Seminário Diocesano de Santo André, cargo que ocupou até o final de 1997. Neste período, também foi Vigário Regional da Região Pastoral de Diadema; Coordenador Diocesano da Pastoral Vocacional; Administrador Paroquial da Paróquia Imaculada Conceição, em Diadema; Coordenador Diocesano da Pastoral Familiar; membro do Conselho de Presbíteros; e membro do Colégio de Consultores.

Em 1998 foi para Roma, residiu no Pontifício Colégio Pio Brasileiro e em 2 anos obteve o Título de Mestre em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma. Quando voltou a Santo André, em 2000, Dom Décio Pereira, Bispo Diocesano, nomeou Airton José como Chanceler do Bispado e depois Ecônomo da Diocese. No dia 18 de março de 2001, sucedeu Dom Manuel Parrado Carral como Pároco da Catedral Diocesana de Santo André.

Papa João Paulo II, em 19 de dezembro de 2001, nomeou Dom Airton como Bispo Titular de “Felbes” e Auxiliar para a Diocese de Santo André. A Ordenação Episcopal foi realizada no dia 2 de março de 2002, em São Bernardo do Campo, Diocese de Santo André, sendo sagrante Dom Décio Pereira e Co-Sagrantes Dom David Picão e Dom Manuel Parrado Carral. Seu lema episcopal escolhido foi “Ut faciam Deus, voluntatem tuam” (Hb 10,9), que quer dizer: “Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade”.

Com o falecimento de Dom Décio Pereira, no dia 5 de fevereiro de 2003, Dom Airton foi eleito pelo Colégio de Consultores como Administrador Diocesano de Santo André. Permaneceu como Bispo Auxiliar, em Santo André, acompanhando as Pastorais Familiar, da Juventude, da Educação e do Ensino Religioso e foi Secretário do Conselho Episcopal do Regional Sul 1 da CNBB.

No dia 4 de agosto de 2004, o Papa João Paulo II o nomeou Bispo da Diocese de Mogi das Cruzes, onde tomou posse canônica no dia 26 de setembro de 2004. Na 74ª Assembleia dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, realizada entre os dias 07 de 09 de junho de 2011, em Aparecida, Dom Airton foi eleito Presidente do Sub-Regional São Paulo II e Presidente da Comissão para a Liturgia.

No dia 15 de fevereiro de 2012, o Papa Bento XVI nomeou Dom Airton como o 7º Bispo e 5º Arcebispo Metropolitano de Campinas e a partir deste momento iniciou sua trajetória na região. Em 15 de abril do mesmo ano, na Igreja Paroquial de Nossa Senhora Auxiliadora, em Campinas, tomou posse acompanhado do Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, diversos arcebispos e bispos, padres, religiosos e grande multidão de fieis.

 

Oremos por sua vida, vocação e ministério! 


Pesquisa



Veja Também

Videos