Paróquia Sant’Ana


Criada em 22 de fevereiro de 1914
Pároco: Padre Julio Cesar Calusni


Praça de Sant'Ana, s/n, Centro
13280-000
- Vinhedo, SP

(19) 3886.1972 e 3836.3430

santanavin@arquidiocesecampinas.com


http://www.paroquiasantanavinhedo.com.br/
Terça-feira, às 15h00
1ª sexta-feira do mês, às 20h00
Sábado, às 19h30
Domingo, às 07h00, 10h00 e às 19h00
Atendimento da Secretaria:
Segunda-feira, das 12h00 às 17h00
Terça a sexta-feira, das 08h00 às 17h00
Sábado, das 08h00 às 12h00

Atendimento do Padre:
Terça-feira, das 09h00 às 11h00
Sexta-feira, das 13h30 às 15h30
Sábado, das 08h30 às 11h00

Por volta do ano 1898, na estação de Rocinha, distrito da Paróquia de Campinas, para acolhida da devoção à Sant’Ana e veneração pública de sua imagem, o Côn. Esechias Galvão da Fontoura, vigário capitular do bispado de São Paulo autorizou a construção de uma Capela.

No dia 22 de fevereiro de 1914, por decreto assinado por D. João Batista Correia Nery, então bispo de Campinas, tal capela foi elevada à categoria de Matriz da Paróquia de Sant’Ana, em Rocinha,  recebendo como seu primeiro pároco, o Padre Basílio Pires.

A comunidade religiosa local, constituída inicialmente por famílias de imigrantes italianos foi logo acolhendo novos participantes e em 1948 tomava posse o Mons. Favorino Carlos Marrone. Em 1949 iniciou-se a construção da atual igreja matriz, com lançamento da pedra fundamental em cerimônia presidia por D. Paulo de Tarso Campos, Arcebispo Metropolitano de Campinas, tendo sua obra concluída em 1959.

Desde então, a Paróquia de Sant’Ana passou por uma reorganização pastoral, com incentivo à criação de comunidades e construção de suas respectivas sedes e do Centro Pastoral Santa Cruz. Acolhida e criação de novas equipes pastorais e movimentos. Aos poucos foram nascendo e se fortalecendo as comunidades: Sant’Ana; São Cristóvão; São Judas Tadeu; Imaculada Conceição de Nossa Senhora: São Joaquim e Santa Cruz.

Com novo impulso evangelizador-missionário viu-se a necessidade de organização dos Conselhos Pastorais: C.P.P e C.P.C e Conselho Administrativo, de um planejamento pastoral paroquial e de cada comunidade e equipe de serviço, com prioridades, metodologias e objetivos pastorais definidos em cada segmento específico.