Mensagem do Santo Padre Francisco para o II Dia Mundial dos Pobres

Por Barbara Beraquet | publicado em | Arquidiocese

No dia 18 de novembro próximo, celebra-se o Dia Mundial dos Pobres, uma iniciativa instituída pelo Papa Francisco a fim de combater a pobreza e ajudar as pessoas carentes a conquistarem dignas condições de vida. Promulgado na Festa de Cristo Rei, em 2016, o primeiro Dia foi celebrado no ano seguinte, em 19 de novembro de 2017. Na ocasião, o Vaticano estabeleceu parcerias com restaurantes de Roma para que cada um recebesse dez pessoas carentes e lhes servisse gratuitamente qualquer prato do seu cardápio, à escolha dos próprios convidados. É uma forma de ir envolvendo os restaurantes numa ação que as igrejas católicas de Roma já realizam há tempo, oferecendo refeições a pessoas que não têm recursos para pagá-las. O Papa também recebeu 1.500 pessoas carentes para um almoço comunitário, iniciativa que ele já realizou em várias outras ocasiões. Mas além das refeições que marcam a data, inúmeras ações vem sendo tomadas no combate à pobreza.

No primeiro ano, o lema foi: “Não amemos com palavras, mas com obras”(1 Jo 3, 18).  Este ano, o lema é: “Este pobre clama e o Senhor o escuta” (Sl 34,7). Em sua mensagem para este ano, o Papa Francisco convida “os irmãos bispos, os sacerdotes e de modo particular os diáconos, a quem foram impostas as mãos para o serviço dos pobres (cf. At 6, 1-7), juntamente com as pessoas consagradas e tantos leigos e leigas que, nas paróquias, associações e movimentos, tornam palpável a resposta da Igreja ao clamor dos pobres, a viver este Dia Mundial como um momento privilegiado de nova evangelização”.

Acesse aqui a mensagem completa do Papa no portal do Vaticano.


Pesquisa



Veja Também

Videos