Santuário de Schoenstatt de Atibaia/SP abre as comemorações do Jubileu de 50 anos

Por Sandra | publicado em | Arquidiocese

Há quase 50 anos, em 17 de setembro de 1972, a Mãe de Deus escolheu a cidade de Atibaia, próxima à capital São Paulo, para fazer sua morada e criar um lugar especial de peregrinações, de devoção e de graças. Surgia aí o 5º Santuário da Mãe e Rainha de Schoenstatt no Brasil, tendo como missão “garantir a Permanente Presença do Pai” junto ao coração dos filhos.  

Este lugar sagrado recebe, ao ano, mais de 150 mil visitantes de várias regiões do Brasil. O Jubileu de Ouro marca, de maneira especial, o retorno do movimento de peregrinos, após este período de isolamento social causado pela pandemia.  

Ir. M. Nelly Mendes faz parte da equipe organizadora do Jubileu e explica o significado dessa festa: “Celebrar os 50 anos da atuação da Mãe de Deus no Santuário, que anualmente recebe tantos peregrinos, é agradecer a ela que aceitou o convite e aqui se estabeleceu. Ela é verdadeiramente a nossa querida Mãe, que está conosco em todos os momentos de nossa vida, particularmente quando sentimos a dor, o sofrimento e a solidão. Ela está junto conosco e isso renova a nossa esperança e alegria.” 

Um chamado à confiança 

Para iluminar a caminhada dos peregrinos e da Família de Schoenstatt neste jubileu foi escolhido o lema: 

PAI, CONFIAMOS EM TI E CAMINHAMOS NA TUA PRESENÇA! 

A frase tem seu fundamento na Sagrada Escritura: “Caminha na minha presença e sê íntegro!” (Gn 17,1). Ela expressa a família e a comunidade, por estar escrito no plural. O caminhar significa movimento em direção ao futuro, aos novos 50 anos, e traz uma resposta para este tempo de grandes desafios: confiança! Não a confiança em qualquer pessoa, mas em Deus, a quem Maria está a apontar em seu Santuário. 

Indulgência Plenária para quem visitar o Santuário 

Durante todo o Ano Jubilar os peregrinos que visitarem o Santuário de Schoenstatt em Atibaia/SP poderão receber a indulgência plenária das penas dos pecados. Indulgência plenária significa, na Igreja Católica, de maneira simplificada, o perdão que absolve totalmente o pecador da obrigação de cumprir as penas de purificação, no purgatório, após sua morte. 

O Decreto emitido por Dom Sérgio Colombo, bispo diocesano de Bragança Paulista/SP, diz: “Para comemorar o ano jubilar, foi concedida pela Penitenciária Apostólica a graça da Indulgência Plenária a todos os que visitarem o Santuário nesse período, bem como os enfermos e todos aqueles impossibilitados de estarem presentes fisicamente, para que possam lucrar o dom da Indulgência, oferecendo à Deus os seus sofrimentos e cumprindo as práticas de piedade”. 

Abertura das comemorações do Ano Jubilar 

A Família de Schoenstatt teve a celebração de abertura das comemorações jubilares no dia 12 de setembro. Houve momentos de acolhida dos peregrinos, adoração ao Santíssimo e a recitação do Terço. 

Às 14 horas houve a solene Abertura do Jubileu do Santuário, pelo bispo diocesano Dom Sérgio Colombo e em seguida, o bispo presidiu a Santa Missa na Tenda dos Peregrinos. 

Texto da Ir. Márcia Maria Gusmão


Pesquisa



Veja Também