“Sínodo é filho da Laudato Si’ e neto do Vaticano II”, afirma Padre Dario Bossi

Por Estagiárias PUC-Campinas | publicado em | Arquidiocese

Por Vatican News

Cidade do Vaticano

“Este Sínodo é filho da Laudato Si’ e neto do Vaticano II, com total continuidade e fidelidade àquilo que a Igreja ensina”: palavras do Padre Dario Bossi. O comboniano foi eleito pela União dos Superiores Gerais para participar do Sínodo e representa “todas as vítimas do extrativismo predatório”.

O missionário italiano é membro da Rede Igrejas e Mineração e da Comissão Especial da CNBB para a Mineração e a Ecologia Integral e no domingo pela manhã participou do ato de renovação do “Pacto das Catacumbas”:

Foi um momento intenso fazendo memória dos mártires de ontem e de hoje e fazendo memória do Concílio Vaticano II, que está sendo de grande inspiração para a Igreja, para a sua caminhada e para este Sínodo. É muito importante que este Sínodo continue na tradição da Igreja, e talvez o momento mais alto desta tradição seja o Vaticano II, apesar de algumas pessoas ou alguns grupos o estejam desqualificando, pondo-se totalmente externos, avessos à tradição, ao magistério. Mas este Sínodo é filho da Laudato Si e neto do Vaticano II, com total continuidade e fidelidade àquilo que a Igreja ensina.

Sobre a última semana de trabalhos sinodais, Padre Bossi afirma:

Eu sinto este Sínodo como um grande desafio, porque é o Sínodo das diversidades. A gente compara ele à Amazônia: a Amazônia “biodiversa”, “sociodiversa”. Também o Sínodo é “sociodiverso”: têm pessoas que representam a Igreja universal. É muito interessante ver como uma Igreja particular, que é a Igreja amazônica, está se encontrando com a Igreja universal em relação ao que ensina o Vaticano II, da pluralidade como consistência, como essência da Igreja, e ver como este encontro é contagioso, propicia novas experiências e intuições, que são intuições do Espírito. Eu estou sentindo que o mosaico está se compondo, que as diversas partes que compõem a Igreja estão chegando a algumas convergências interessantes, que não são só obra do raciocínio, do esforço, mas que eu considero que são obras do Espírito. Estou com boa expectativa em relação ao documento final.

Para ouvir a entrevista, clique aqui.


Pesquisa



Veja Também

Videos