Seminário sobre Familiaris Consortio e Amoris Laetitia

Por Sandra | publicado em | Arquidiocese

O bem da família é decisivo para o futuro do mundo e da Igreja. Inúmeras são as análises feitas sobre o matrimônio e a família, sobre as suas dificuldades e desafios atuais. É salutar prestar atenção à realidade concreta, porque os pedidos e os apelos do Espírito ressoam também nos acontecimentos da história através dos quais a Igreja pode ser guiada para uma compreensão mais profunda do inexaurível mistério do matrimônio e da família.

(Familiaris consortio, 84/ Amoris laetitia, 31)

No último dia 19 de março, dia de São José, iniciamos o Ano Família Amoris laetitia (19/03/2016), convocado pelo Papa Francisco, para aprofundarmos os conteúdos do documento e refletirmos como prosseguir o percurso sinodal sobre a vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo.
Também neste ano, celebramos os 40 anos da Exortação Apostólica Familiaris consortio (22/11/1981) sobre a função da família cristã no mundo de hoje.
Diante desses documentos tão importantes na história da Igreja e da Pastoral Familiar no Brasil, a Comissão Episcopal e Pastoral para a Vida e a Família está promovendo o WEBINÁRIO “A ALEGRIA DO AMOR” com uma programação de conferências e debates sobre o matrimônio e a família.
O Webinário irá acontecer de 3 a 7 de maio de 2021.
Início sempre às 20h, transmitidos pelo Youtube e Facebook da Pastoral Familiar Nacional da CNBB.

Programação:
Dia 03/05 (2ª feira) – Abordagem eclesiológica: Pe. Rafael Fornasier
Dia 04/05 (3ª feira) – Abordagem Moral: Pe. Rafael Solano
Dia 05/05 (4ª feira) – Abordagem Pastoral: Dom Leomar Brustolin
Dia 06/05 (5ª feira) – Mesa Redonda – Mediador: Dom Ricardo Hoepers
Dia 07/05 (6ª feira) – O ser pai e ser mãe – homem e mulher: Dom Wilson Jönck

Para as inscrições basta acessar o link: https://bit.ly/40Fc05Al

Pedimos, também, o apoio para a divulgação e a motivação para que suas lideranças possam participar. É um momento oportuno e muito acessível para um aprofundamento maior sobre a importância da Família na vida da Igreja.
Dom Vicenzo Paglia, quando esteve em Salvador, na seção brasileira do Pontifício Instituto João Paulo II para Estudos sobre Matrimônio e Família, em maio de 2019, em sua conferência sobre a eclesiologia da Amoris laetitia, assim se expressou:

Uma primeira consideração – na minha opinião decisiva para compreender o texto e extrair dele as consequências – diz respeito à
mudança de passos e estilo que a Exortação Apostólica pede e que diz
respeito à própria “forma” da Igreja, que é o seu próprio modo de ser e
de testemunhar. É indispensável um ponto de virada eclesiológica que
torna a própria Igreja uma família. Sim, a Igreja, falando de famílias,
também fala de si mesma. E vice-versa. Esta perspectiva exige uma nova
“forma ecclesiae”. Não é suficiente reorganizar a “pastoral familiar”.
Há uma necessidade de muito mais: tornar “familiar toda a pastoral” ou
melhor tornar “familiar toda a Igreja”.

Fonte: Carta de Dom Ricardo Hoepers – Presidente


Pesquisa



Veja Também